Curral das Freiras 2017-06-29T11:40:18+00:00

Project Description

Curral das Freiras

Existe desde o início da colonização da Madeira. Na altura, era propriedade de Rui Teixeira e de Branca Ferreira, sua mulher, pastores de gado. Em 1480, foi vendido a João Gonçalves da Câmara, segundo capitão-donatário do Funchal. A propriedade foi dote das filhas, D. Elvira e D. Joana, as primeiras religiosas do Convento de Santa Clara, edificado no final do séc. XVI, para acolher as filhas da nobreza local. Conta-se que, em 1566, quando os corsários huguenotes franceses invadiram e saquearam o Funchal, as freiras se refugiaram no Curral. Este evento determinou o nome da povoação. Elevado a freguesia em 1790, sob a invocação de Nossa Senhora do Livramento, sua padroeira.

O isolamento e as dificuldades de acesso fizeram do Curral um lugar de esconderijo e de abrigo. Além das freiras, a povoação deu também guarida a escravos fugidos dos seus senhores e a criminosos foragidos.

Durante séculos, os trilhos que atravessam as montanhas do Curral das Freiras serviram de passagem às gentes da ilha na deslocação ao Funchal. Ainda hoje os ancestrais trilhos persistem e são procurados diariamente por turistas, proporcionando experiências extraordinárias na descida do topo das montanhas até ao centro do Curral das Freiras, de onde é possível avistar as mais extraordinárias e belas panorâmicas da Madeira.

INFO 7 MARAVILHAS DE PORTUGAL®

Curral das Freiras faz parte do concelho de Câmara de Lobos. Não pode sair da Madeira sem encher os pulmões de ar da Floresta Flaurissilva, uma Praia Maravilha na categoria Florestas e Matas. Aqui traz-se á mesa o Bacalhau, o Bolo do Caco, a Espetada de carne de vaca em espeto de pau de louro e Sopa de Castanha. Em 2011 o prato finalista da Madeira foi o Coelho à Caçador do Porto Santo, ilhota vizinha detentora de uma das 7 Maravilhas – Praias de Portugal na categoria Praias de Dunas, o extenso areal de 9km da praia do Porto Santo.