Estoi 2017-06-15T21:27:26+00:00

Project Description

Estoi

Ocupada por diversas civilizações, destacam-se os Romanos (séc. I a.C. – séc. V d.C), que aqui construíram a villa de Milreu, junto da via que seguia para Pax Iulia (Beja). Após a conquista Islâmica (séc. VIII) continuaram as atividades agrícolas dominantes. Com a Reconquista Cristã, em 1249, dá-se um forte crescimento urbano. Com a elevação a sede de freguesia em 1471, onde existia uma pequena ermida medieval, invocada a São Martinho, foi construído no séc. XVI um templo de maiores proporções: a Igreja Matriz. Destaca-se, ainda, o Palácio de Estoi que começou a ser construído em meados do séc. XIX, na propriedade da família Carvalhal.

Outras informações:

Foi sede de freguesia entre 1471 e 2013, quando esta foi extinta. Dos seus monumentos, destacam-se a Igreja de São Martinho de Estoi e, nas imediações da aldeia, as ruínas da antiga vila romana de Milreu e o Palácio de Estoi,

A tradição mais importante da aldeia é a Festa da Pinha (ou dos Almocreves), cuja origem se perde no tempo. A festa, que se realiza no dia 2 de maio, consiste numa romaria de agradecimento e homenagem a Nossa Senhora do Pé da Cruz, pelas viagens sem acidentes e pelos negócios bem-sucedidos.

Estende-se sobre uma encosta, sendo limitada pela Serra de Monte Figo, Cerros do Malhão e do Guilhim e Campina.