Faial 2017-06-14T15:34:11+00:00

Project Description

Faial

Conta-se que o topónimo “Faial” derivará das muitas Faias (Myrica faya) aqui existentes. Núcleo urbano que se terá desenvolvido a partir da primitiva ermida de Nossa Senhora da Natividade, entretanto desaparecida e reconstruída no século XVIII, teve sempre na agricultura e no pastoreio as suas atividades predominantes. Daqui se acedem a algumas das mais bonitas Levadas Madeirenses, cursos de águas pluviais aproveitadas ao longo dos séculos, para aproveitamento e irrigação agrícola. A construção de um pequeno fortim no século XVIII vem realçar mais ainda a sua implantação particular e estratégica, permitindo-o ser um local de vigia para toda a costa.

Outras informações:

Da mesma forma, picos e veredas, como a Penha de Águia, o Miradouro do Guindaste e a Reserva Natural da Fajã da Nogueira são hoje locais incontornáveis a quem visita a região.

Tendo a localidade se desenvolvido em torno de uma antiga ermida de Nossa Senhora da Natividade, que se diz ter sido armada interiormente a partir dum único grande tronco de cedro aí existente. A ermida terá sido destruída pelo caudal das Ribeiras da Metade e do Faial, construindo-se um novo templo em 1771.

Terra de tradições ainda vivas, produzem-se na região, para além dos frescos produtos da terra, interessantes peças e objetos artesanais, tão típicos da Ilha da Madeira, como as peças em vime e os bordados regionais.

As festividades em honra a Nossa Senhora da Natividade (em Setembro) e ao Senhor Santíssimo Sacramento enchem de cor, tradição e devoção a localidade.