MESA DE PALMELA2018-08-05T23:36:48+00:00

Project Description

MESA DE PALMELA

Freguesia: Palmela, Pinhal Novo, Quinta do Anjo e União de Freguesias de Poceirão e Marateca
Concelho: Palmela
Região: Lisboa
Região Vinícola: Península de Setúbal

Uma visita ao concelho de Palmela não fica completa sem uma incursão pelas suas adegas e queijarias, para conhecer os rostos que estão na base de cada produto de exceção: o Moscatel de Setúbal, doce e frutado, o Moscatel Roxo, raro e perfumado, os tintos da Península de Setúbal, robustos e requintados, o Queijo de Azeitão, cremoso e tentador.

Descobrir os sabores que Palmela, sede histórica da Ordem de Santiago, tem para oferecer é explorar uma região ímpar, dominada pelos contrastes.

Entre as vastas planícies férteis, que têm na aldeia vinhateira de Fernando Pó um dos seus expoentes e a exuberância natural da Arrábida; entre a história milenar, feita do cruzamento de várias culturas – do qual o Castelo e o Centro Histórico de Palmela são memória viva – e a tradição caramela das freguesias rurais, que encontrou na Sopa Caramela um símbolo incontornável; entre as empresas familiares, que preservam saberes de várias gerações, aos novos produtores, que encontram nos produtos endógenos oportunidades de negócio, inovação e qualidade, este é um território rico, onde a natureza e o engenho criam sabores inesquecíveis, que formam o acompanhamento certo para os momentos marcantes da vida.

A entidade promotora da MESA DE PALMELA é a CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA.

CONHEÇA EM DETALHE OS 7 PATRIMÓNIOS DESTA MESA

GASTRONOMIA

Sopa Caramela, uma receita intimamente ligada à Cultura Caramela, típica das populações das freguesias rurais do concelho de Palmela. Forte e reconfortante, alia hortaliças, leguminosas e enchidos.

O Queijo de Azeitão DOP é um dos queijos portugueses por excelência, produzido a partir do leite de ovelhas de raça saloia, que pastam nas encostas da Arrábida, o que lhe confere um sabor único.

VINHOS E AZEITES

Nas terras de areia das planícies do concelho de Palmela frutificam os “jardins de vinhas”, que dão origem a alguns dos melhores vinhos do mundo, onde tem lugar de destaque a casta Castelão.

Tem séculos de História a fama do Moscatel de Setúbal, presença indispensável nas cortes europeias. Tradicional, de cor âmbar e aroma frutado, ou Roxo, de exceção, a denominação celebra 110 anos.

ROTEIROS

A aldeia vinhateira de Fernando Pó, no coração da região vitivinícola da Península de Setúbal, é lar de adegas tradicionais e “jardins de vinhas”, onde decorrem muitas atividades enoturísticas.

O Castelo e o Centro Histórico de Palmela são testemunho vivo de milénios de história e cruzamento de culturas, que chegaram atraídas pela riqueza natural da Arrábida e aqui deixaram o seu legado.

A Casa Mãe da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, antiga adega de Palmela, é ponto de partida para descobrir os sabores e tradições do concelho e para adquirir vinho, queijo e produtos regionais.