Matosinhos, Porto

Festas e Feiras

VOTE JÁ: 760 207 808

A tradicional Romaria ao Senhor de Matosinhos tem vindo a ser celebrada anualmente desde, pelo menos, o século XVII. Ao longo das suas três semanas de duração atrai anualmente centenas de milhares de pessoas, sendo que o momento mais alto das festividades são os três dias festivos, que culminam com o Dia do Senhor de Matosinhos. Este dia, que também é feriado municipal, calha sempre a uma terça-feira, uma vez que se realiza sempre 42 dias após a Páscoa, logo a seguir ao Domingo da Ascensão. É considerada uma das maiores romarias do norte de Portugal.
O centro da romaria é o Santuário do Senhor de Matosinhos, mas estende-se por todo o espaço envolvente. As festividades têm como referência a celebração da devoção religiosa popular a uma imagem de Cristo crucificado, cuja origem misteriosa está envolta por um conjunto de narrativas lendárias e que foi ganhando a fama de operar diversos milagres.
A romaria foi crescendo de forma muito significativa, ao longo dos séculos, tanto em numero de pessoas que visitam a romaria, como no tempo de duração. Dos três dias festivos que durava no século XVIII passou atualmente a estender-se ao longo de três semanas. A extraordinária vitalidade desta romaria vem da forte adesão popular, que se estende muito além do território do município de Matosinhos, atraindo pessoas de toda a área metropolitana do Porto e mesmo de lugares mais distantes. Ao mesmo tempo que vai mantendo as suas características tradicionais, vai-se também modernizando. Como em todas as romarias existe uma componente religiosa e uma componente profana, que se desenvolve paralelamente, convergindo ambas para que esta romaria mantenha o mesmo carácter festivo espontâneo que sempre a caracterizou.
O programa religioso é solene, sendo obrigatória a visita à imagem do Senhor de Matosinhos, cujo santuário se encontra todo decorado com milhares de flores pacientemente colocadas pelas mãos das zeladoras dos respetivos altares. Estes grupos vão-se reunindo durante todo o ano e planeando os motivos decorativos e as flores a utilizar em cada altar. A Eucaristia e as Vésperas solenes, assim como as Novenas ao Senhor de Matosinhos, são alguns dos elementos mais tradicionais das celebrações religiosas. O ponto alto é a procissão solene em que a imagem do Senhor de Matosinhos é levada pelas ruas de Matosinhos até ao monumento do Senhor do Padrão, junto à praia de Matosinhos, que assinala o local onde, segundo a lenda, esta representação do Cristo teria sido encontrada.
A parte festiva da romaria começa logo na manhã do primeiro dia, com as ruas de Matosinhos a serem percorridas por bombos, cabeçudos e grupos folclóricos. Fora da igreja os muitos milhares de pessoas que aqui acorrem acotovelam-se para desfrutar dos espetáculos musicais, dos divertimentos e de outras atrações como as barracas de farturas ou as tasquinhas especializadas na sardinha assada e no caldo verde. Outras diversões, como os matraquilhos, os carrinhos de choque e carrocéis são também um dos pontos da festa que mais pessoas atraem. Entre a grande variedade de artigos que a feira sazonal que aqui é montada durante as festas tem para oferecer destaca-se a emblemática “Feira da Louça”, com mais de dois séculos de existência, onde se vende principalmente a louça de barro de Barcelos. O ponto alto da romaria é o famoso fogo de artificio do Senhor de Matosinhos e o popular “Fogo dos Bonecos”. Atualmente a Romaria do Senhor de Matosinhos é o único local onde ainda se realiza este divertimento pirotécnico que, noutros tempos, animava as principais romarias portuguesas.

Leave a Reply