Póvoa de Lanhoso, Braga

Artesanato

VOTE JÁ: 760 207 823

A filigrana é uma técnica ancestral de ourivesaria que assenta no trabalho artesanal, utilizando fios finíssimos, de ouro ou prata, torcidos e aplicados, posteriormente, numa armação desenhada e concebida pelo mesmo mestre filigraneiro.
Com base nesta técnica, que subsiste desde o I milénio a.C., a ourivesaria povoense deu-se a conhecer ao mundo e foi-se reinventando, ao longo dos séculos, ao ponto de saírem verdadeiras obras de arte das oficinas tradicionais que polvilham, principalmente, as freguesias de Travassos e Sobradelo da Goma e constituem-se como verdadeiros museus de sítio.
A arte da filigrana no concelho da Póvoa de Lanhoso, com bases sólidas e inequívocas na decoração dos três torques descobertos no Castro de Lanhoso, importante povoado da Idade do Ferro, evidencia um longo e aprimorado percurso refletindo-se na criação de exuberantes jóias de arte sacra, como sejam os requintados relicários, ou nos identitários e distintivos corações de filigrana, que ornamentam e abrilhantam a mulher minhota, sendo um motivo de orgulho para o concelho povoense que é um dos últimos bastiões nacionais na preservação da técnica da filigrana.
A importância deste trabalho artesanal foi recentemente reconhecido com a Certificação da Filigrana, estabelecendo um passo importante para a proteção, promoção e garantia da qualidade dos produtos autênticos e um ato de justiça para os atuais 9 artesãos Povoenses certificados que preservam esta arte milenar.

Leave a Reply