Vila Verde, Braga

Artesanato

VOTE JÁ: 760 207 825

“Coração por coração
Amor num troques o meu
Olha que o meu coração
Sempre foi lial ó teu.

Bai carta feliz buando
Nas asas dum passarinho
Cando bires o meu amor
Dále um abraço e um veijinho”

(quadras extraídas dos Lenços de Namorados)

Os Lenços de Namorados, ex-líbris do artesanato nacional, “transportam-nos, atravessando os tempos, para uma cultura com os seus escritos, o seu arquivo, onde se encontram traços indeléveis de sentimentos de alegria, de tristeza, de paz e de amor”. (Mário V. Cunha)

Os Lenços de Namorados, hoje, são das peças de artesanato português mais reconhecidas pelo público em todo o país.
Destaca-se o papel revitalizador das iniciativas levadas a cabo no concelho de Vila Verde, nos anos 80, em ações de recolha, preservação, valorização e divulgação deste património da cultura popular minhota.
Em 1988, procedeu-se à criação da Cooperativa Aliança Artesanal, sediada em Vila Verde e com o apoio muito estreito da Câmara Municipal de Vila Verde. Esta entidade assumiu a organização e sistematização do trabalho de recolha efetuado até então, sobre os Lenços de Namorados e imprimiu uma via profissionalizante a todo o processo do bordado dos Lenços. Desde o ensino da técnica do saber-fazer, à promoção e à comercialização.
Paulatinamente e de forma natural assistiu-se à integração dos Lenços de Namorados na imagem de marca do concelho de Vila Verde, conferindo-lhe o estatuto de “capital dos Lenços de Namorados”. Em simultâneo, assistiu-se a uma notável popularidade do bordado ao “estilo de Vila Verde”, pelas suas cores garridas, os seus motivos e caligrafia infantis e o seu grafismo naif.
De todo este empenho e dedicação, emergiu a necessidade da Certificação dos Lenços de Namorados atribuindo-lhe qualidade e distinção. Procedeu-se, também, ao registo da marca “Lenço de Namorados do Minho” pela Adere-Minho.
O envolvimento dos agentes locais, da Autarquia, da Aliança Artesanal, de artesãos e da comunidade local, imbuídos por um sentimento de pertença e identidade coletiva, originou um processo evolutivo que culminou na criação da marca Namorar Portugal.
Esta marca é a reinterpretação contemporânea dos motivos dos Lenços e um veículo de partilha e conhecimento desta herança cultural, através da Moda e do Design (Concurso Internacional de Criadores de Moda/Gala Namorar Portugal), da programação turístico-cultural “Fevereiro, Mês do Romance”, assim como de um universo variado de produtos que primam pela criatividade e inovação.
Uma marca diferenciadora, com uma enorme capacidade de atração, baseada em elementos distintivos como a “Tradição”, o “Amor”, a “Amizade”, a “Saudade”. Um motor para o desenvolvimento de parcerias, um estímulo ao empreendedorismo materializado em novos projetos impulsionadores da economia local e nacional.
“Acreditamos que os Lenços de Namorados são um milagre da União. E a prova é que através deles já juntamos gerações, culturas e raças. Continuaremos a bordar, bordar, bordar (….) até que o nosso universo seja Portugal bordar o mundo com o nosso Lenço de Amor. (Conceição Pinheiro).

Leave a Reply