Moita, Setúbal

Procissões e Romarias

VOTE JÁ: 760 207 819

A Romaria a Cavalo Moita-Viana do Alentejo é um dos maiores eventos equestres nacionais que recupera no tempo uma tradição antiga, comum aos dois concelhos, que data do século passado. Após um interregno de mais de setenta anos, a tradição foi retomada em 2001, completando este ano 20 edições.
Naquela época, os lavradores da Moita deslocavam-se ao Santuário da N.ª Sr.ª D’Aires com os seus animais, fazendo o percurso pela antiga Canada Real, através de quintas e caminhos de terra batida, para serem benzidos e para pedirem boas colheitas.
Durante quatro dias (a chegada da romaria coincide, habitualmente, com o quarto domingo de abril), centenas de romeiros oriundos de vários pontos do país e do estrangeiro, percorrem os cerca de 150 quilómetros que ligam os dois municípios através dos campos, atrás do carro-andor que transporta a imagem de N.ª Sr.ª da Boa Viagem, padroeira da Moita, que se junta, à chegada a Viana do Alentejo, à imagem de N.ª Sr.ª D’Aires.
Além do carácter religioso que está na génese do certame, a Romaria assume, nos dias de hoje, uma vertente mais lúdica que privilegia o convívio entre os participantes. Um evento que alia a fé com um ambiente ímpar e de camaradagem.
A Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo é promovida por uma comissão organizadora, constituída pelas Câmaras Municipais da Moita e de Viana do Alentejo, pela Associação dos Romeiros da Tradição Moitense e pela Associação Equestre de Viana do Alentejo.

Partida – Moita
E assim é, sempre que se cumpre mais uma Romaria a Cavalo, uma antiga tradição religiosa, de contornos únicos e singulares que, nos dias de hoje, reúne cada vez mais participantes. A agitação em torno dos cavalos, charretes e atrelagens deixa adivinhar que se aproxima a hora da partida. O dia amanhece bem cedo junto à zona envolvente ao Pavilhão Municipal de Exposições, na Moita, no dia da partida da romaria. É necessário ultimar a preparação dos animais e preparar o estômago para o caminho. Grande parte dos participantes da Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo vai chagando à vila da Moita uns dias antes, para participar na Festa da Romaria (que dá as boas-vindas aos romeiros) e não perder a bênção e a cerimónia de partida. Vêm de vários pontos do país e até do estrangeiro, e muitos deles cumprem esta tradição desde que foi retomada, em 2001. Além de invocar a tradição religiosa e a memória de antigos lavradores, a romaria privilegia o convívio entre grupos de apaixonados por cavalos, associações equestres e as chamadas irmandades, muitas delas criadas exclusivamente a propósito deste evento.
O clarim anuncia a hora da partida. Trajados a rigor, homens, mulheres e crianças, de todas as idades, desfilam alinhados nos cavalos devidamente ornamentados, em direção à Igreja de N.ª Sr.ª da Boa Viagem, para obter a bênção à partida. Depois da bênção atribuída pelos párocos da Moita e Viana do Alentejo e recebida devotamente pelos romeiros, é tempo de seguir viagem, atrás do carro-andor, que transporta a imagem de N.ª Sr.ª da Boa Viagem, rumo à antiga Canada Real. Espalhada pelas ruas da vila, a população assiste à partida dos romeiros e despede-se com votos de boa viagem.

Descrição do Percurso:
1.º dia – Partida da Moita – Almoço em Rio Frio – Pernoita em Poceirão;
2.º dia – Partida de Poceirão – Almoço na Quinta do Sousa – Pernoita em Casebres;
3.º dia – Partida de Casebres – Almoço em São Cristóvão – Pernoita em Alcáçovas;
4.º dia – Partida de Alcáçovas – Almoço em São Brás do Regedouro – Chegada a Viana do Alentejo

Leave a Reply