Crato, Portalegre

Artesanato

VOTE JÁ: 760 207 736

Desde sempre a povoação de Flor da Rosa acompanhou o trabalho laborioso do barro branco dos oleiros de Flor da Rosa. Trabalho árduo de quem praticava o ofício desde o cavar do barro, em locais específicos e conhecidos por uma vida de trabalho, transportá-lo numa carroça puxada por um macho, dar-lhe o devido tratamento de amolecimento e limpeza até que ficasse pronto para ir para a “roda” e daí saírem autênticas peças de arte. Mãos simples e duras mas com mestria e delicadeza na arte de puxar o barro.

Desde pequenas peças até talhas de grande porte, tudo era produzido manualmente e com mestria pelos oleiros de Flor da Rosa. Depois era sentir um odor a forno espalhar-se por toda a aldeia de Flor da Rosa nos dias de cozedura da louça. Ato realizado sempre ao final do dia e que trazia todo um ambiente especial à aldeia. Neste momento já não existem oleiros com este saber fazer, ficou o registo para as gerações vindouras da Casa Museu da Olaria em Flor da Rosa.

Leave a Reply